FUNDAÇÃO CULTURAL
DE CRICIÚMA
\\ Em dois meses, 37 mil máscaras entregues pela Prefeitura de Criciúma
Proteções faciais são confeccionadas no Centro Cultural Jorge Zanatta pelos colaboradores da Fundação Cultural de Criciúma (FCC) e Fundação Municipal de Esportes (FME)
  • Data: 09/07/2020 - 02:56:00
  • Última Atualização: 17/11/2020 - 01:15:09
  • Texto: Stefanie Machado
  • Foto: Jhulian Pereira
$noticia->title

Em pouco mais de dois meses de produção no Centro Cultural Jorge Zanatta, já foram feitas mais de 37 mil máscaras para os profissionais de saúde em Criciúma. Os protetores faciais são confeccionados pelos funcionários da Fundação Cultural de Criciúma (FCC) e Fundação Municipal de Esportes (FME). Devido a pandemia de Covid-19, os órgãos estão sem previsão de retomada dos eventos culturais e esportivos e, por conta disso, os colaboradores estão auxiliando no combate à doença.

As máscaras são produzidas por meio do SMS (Spunbond Meltblow Spunbond), a matéria-prima específica utilizada na área da saúde para produzir as peças. Além disso, as máquinas de costura foram emprestadas e os materiais são obtidos por doação. Durante a produção, são seguidas rigorosamente as normas da Vigilância Sanitária para garantir a saúde dos colaboradores, como o revezamento entre os funcionários a fim de evitar aglomeração.

Ao longo dos meses, a produção foi aumentando e agora outros tipos de materiais serão utilizados no processo. “Iremos confeccionar máscaras de tecidos reutilizáveis para a equipe da FCC e da FME”, conta a diretora administrativa da FCC, Jamile Souza.

Hoje, graças a mais uma máquina de costura emprestada, são produzidas aproximadamente 1,2 mil máscaras todos os dias. No início do projeto, os colaboradores visitaram a confecção da Associação Feminina de Assistência Social de Criciúma (Afasc), uma das apoiadoras da ação. Lá, eles aprenderam todo o processo de produção dos protetores faciais.


Copyright © Diretoria de Tecnologia da Informação | Prefeitura Municipal de Criciúma